Sobre

 

Logo-CLIO

 

A CLIO – Associação de Psicanálise iniciou, oficialmente, as suas atividades de formação em 2005. No entanto, desde 2002, já realizava reuniões com psicanalistas e estudantes interessados na psicanálise, em que se discutia temas referentes à clínica psicanalítica, tomando como questão central a posição do analista em relação aos sintomas contemporâneos. Primeiramente nomeado Logos Espaço de Psicanálise, com o direcionamento dos estudos para as produções de sintomas jorrados sobre o corpo e o afrouxamento dos laços sociais, o grupo passou a se chamar CLIO – Clínica do Objeto. Em 2005, assumiu a configuração de uma associação de formação em psicanálise, seguindo os pressupostos lacanianos, com a constituição de cartéis e de seminários clínicos e teóricos. A sigla compartilha o sentido com a figura da musa Clio, uma das nove musas, filha de Mnemosine e Zeus, da mitologia grega, que representa a musa da História. A partir de então, temos a CLIO – Associação de Psicanálise como um dos espaços de circulação do discurso psicanalítico em Fortaleza, contando com colaboradores nacionais e internacionais.

Pressupostos:

A CLIO – Associação de Psicanálise valoriza as três bases fundamentais sustentadas pelo analista em seu percurso de formação: a análise pessoal, a supervisão e o estudo teórico por meio da transmissão realizada pela comunidade analítica. A formação do analista é permanente, seu tempo de formação não segue padrões cronológicos. Ao ser admitido, o percursante nomeia um projeto para sua passagem e vai construindo sua formação em torno desta referência. Em função deste projeto, discute suas leituras e se posiciona diante dos seminários apresentados. Os seminários são semanais e as atividades acontecem, regularmente, nas segundas e nas quartas-feiras. A cada semestre, é apresentado um seminário clínico com a discussão de fragmentos de casos, visando ao aprofundamento do estudo sobre as estruturas clínicas.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/cliopsic/public_html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273